Lições de Resiliência

A vida pode ser repleta de obstáculos, mas é a montanha interior que geralmente precisa ser conquistada. Não importam quais sejam seus desafios nem onde você está em sua escalada para o topo, este trabalho singular irá lhe ajudar a se tornar um líder resiliente capaz de guiar sua equipe para atingir as metas mais desafiadoras.

Nos negócios e na nossa vida pessoal, todos temos momentos de desespero. São momentos de crise existencial, “a noite escura da alma” que o misticismo medieval tão eloquentemente disseminou.

Fechar um negócio ou dar um passo adiante – especialmente quando você acaba de sair de um fracasso doloroso – é difícil. É fácil prosseguir quando as coisas estão positivas e evoluindo como você quer. A história é totalmente outra quando se está na escuridão e não existe um meio óbvio de escapar. É nessa hora, nos momentos sombrios, que deve ser feita a escolha entre perseverar ou desistir. É necessária uma decisão consciente para perseverar.

Quando a situação parece sombria – quando o sucesso parece remoto – não existe momento melhor para escolher uma atitude de persistência, uma atitude de resiliência. É a chave para prosseguir quando o desespero ameaça impedir você de atingir o sucesso que está praticamente ao seu alcance.

Resiliência é um conceito que existe há séculos. A ideia de se recuperar rapidamente de uma adversidade, ser capaz de sobreviver e até mesmo prosperar a despeito de um trauma ou uma série deles, é tão antiga quanto Confúcio. “Nossa maior glória não está em nunca falhar”, disse o filósofo chinês. “Está sim em nos reerguermos toda vez que caímos.”

Escolha Perseverar
Sempre que as perspectivas parecerem desalentadoras, persevere; não desista. Persevere quando as coisas parecem difíceis e você não conseguir ver nem uma nesga de luz no fim do túnel. Não desista, de modo algum. Persevere, seja para enfrentar um terreno de pedregulhos ou uma sala de reunião, seja para lidar com a polícia secreta ou com executivos hostis que podem destruir sua carreira, até mesmo quando (e especialmente quando) você não tiver um tostão no bolso. Faça uma introspecção e lembre-se de seus pontos altos, daqueles momentos de sucesso inquestionável que você alcançou. Examine sua vida pessoal em busca dos recursos e da orientação de que precisa – nem tudo diz respeito a negócios. Lembre-se daquela voz interior calma que no passado trouxe clareza em tempos caóticos. Lembre-se daqueles momentos em que o risco era alto e você fez dar certo. Perseverança é o que nos faz resistir e é o primeiro passo para levantar, sacudir a poeira e voltar à ação.

Artigo baseado na primeira lição do Livro: A Montanha Conquistada - Lições de Liderança e Inspiração Stiegel, Herta Von. Livro cedido gentilmente ao blog por